Saiba mais sobre o tipo de aleitamento materno ideal para cada fase do desenvolvimento infantil

O período da amamentação vem com diversos questionamentos, um deles está relacionado com o tipo de aleitamento materno ideal. Afinal, ainda há uma grande preocupação das mães sobre essa forma de alimentação ser o suficiente para a criança.

Muitas vezes, é falado sobre o “leite forte ou fraco” e isso pode trazer angústia para muitas mães que consideram o seu próprio leite fraco. Entretanto, isso está relacionado, em geral, com a falta de conhecimento sobre o assunto.

Por isso, entender como é a demanda da criança e a produção da mãe em cada período é essencial para saber o tipo de aleitamento materno ideal e não ficar aflita com a alimentação do seu bebê

Mas antes, é importante compreender a importância da amamentação, bem como a maneira que ocorre a produção do leite, para que a mãe saiba identificar alguns possíveis problemas.

Qual a importância da amamentação

A amamentação é um dos processos mais importantes no primeiro ano de vida da criança. Isso porque, o aleitamento materno é muito mais do que apenas uma alimentação nutritiva, ele também age como fortalecedor do sistema imune e do vínculo mãe e bebê.

Nos primeiros meses, o tipo de aleitamento materno deve ser o exclusivo, de maneira que a criança deva receber apenas esse líquido como nutrição. Isso mostra como esse alimento é muito completo e necessário para o bebê.

Além disso, no primeiro ano de vida, os gastos com a criança são sempre muito grandes. O crescimento é rápido, de maneira que a perda de roupas também segue o mesmo ritmo, além de outros gastos, como fraudas. 

Dessa forma, o tipo de aleitamento materno utilizado pela mãe, influencia até mesmo como um fator econômico, já que é produzido de forma natural.

Como ocorre a produção de leite

A produção do leite é feita principalmente por estímulos mecânicos, ou seja, a própria sucção do bebê é capaz de estimular a produção desse alimento. Isso significa que o número de mulheres que de fato não são capazes de produzir o leite são muito baixos.

É claro que existem fatores que inibem ou estimulam a produção desse alimento. As questões emocionais, por exemplo, são um ponto importante nessa questão, de maneira que a ansiedade e a preocupação são inimigas de uma boa produção de leite.

Tipo de aleitamento materno para cada fase

Cada fase, tanto da criança, quanto da produção de leite da mãe, varia e, na maioria das vezes, de forma positiva e adaptativa. Por isso, o tipo de aleitamento materno, para cada fase, também é variado.

Nos primeiros dias, após o parto, o leite da mãe é chamado de colostro, depois ele evolui para leite de transição e posteriormente para maduro.

Colostro

O colostro é composto principalmente de proteínas e componentes do sistema imunológico da mãe. Nessa fase, o leite se apresenta com aspecto mais amarelado e consistente, além de o tipo de aleitamento materno ser mais frequente, devido a dois motivos principais:

  1. A criança ainda está desenvolvendo a pega e o hábito de mamar, por isso as mamadas são mais curtas, durando em média 10 a 15min.
  2. O leite é menos gorduroso, por isso “sustenta” a criança por menos tempo.

Esses dois fatores fazem com que as mamadas sejam mais frequentes nesse período. Por isso, o tipo de aleitamento ideal é por livre demanda, sempre que o bebê quiser mamar, seja a demonstração do desejo por choro, pela busca pelo seio ou ao acordar.

Não é preciso se preocupar com o fato de a criança mamar muitas vezes ao dia, nesse período é normal essa alta demanda.

Leite de transição

A transição entre o colostro e o leite maduro dura cerca de 14 dias. Durante esse período, ele vai se tornando mais fluido e, em geral, mais abundante.

Leite maduro

Afinal, o leite maduro, por sua vez, é mais gorduroso e, por isso, tende a manter a criança satisfeita por mais tempo. Entretanto, como o bebê ainda está em fase de grande desenvolvimento e crescimento, é normal se alimentar com frequência, afinal, ele precisa de muita energia.

Cuidados para alcançar o tipo de aleitamento materno ideal

Apesar das variações citadas, é importante se atentar a alguns cuidados que devem ser tomados durante todo o aleitamento materno. Ao amamentar é importante:

  • Estar em uma posição confortável;
  • Observar se o bebê está tendo a pega correta: pegando toda a aréola e não apenas o bico do peito, pois isso pode ferir o seio da mãe;
  • Esvaziar uma mama completamente, antes de oferecer a outra;
  • Variar entre as mamas caso o bebê não esvazie completamente as duas em uma mamada;
  • Iniciar a amamentação revezando entre as mamas.

Observar todas essas questões, bem como se atentar para as diferentes fases da amamentação é muito importante para encontrar o tipo de amamentação ideal para você e para o seu bebê. 

Portanto, se você gostou e te ajudou essa matéria do blog da Baby Central, ajude a compartilhar para que mais mamães tenha suas dúvidas sanadas.

Leave a comment