Esclareça as suas dúvidas sobre a melhor posição para gestante dormir e quais as possível complicações decorrentes disso

A maternidade exige atenção em diversos momentos e incluem desde hábitos simples, como atenção na hora de dormir, até hábitos mais complexos, como acompanhamento médico regular.

O sono é um fator muito importante durante a gravidez, pois ele é essencial para o bem-estar e para a saúde física da mãe e do bebê. 

Nesse caso, uma das principais dúvidas gira em torno da melhor posição para a gestante dormir, se o correto seria que elas dormissem viradas para o lado, de barriga para cima, se é ou não permitido dormir de bruços, entre outras posições.

De maneira geral, o que a mãe deseja é dormir bem e assegurar que não haja risco para o seu bebê durante o sono. As dificuldades que as mulheres grávidas enfrentam na hora de dormir, geralmente, vão aumentando ao final da gravidez, seja pelo aumento do peso da barriga ou por outros incômodos que aparecem durante a gestação.

Cuidados gerais com sono

Antes de pensar na melhor posição para dormir é importante se atentar a qualidade do sono, afinal de nada adianta encontrar a posição ideal, mas não conseguir dormir. Algumas situações podem acabar influenciando o sono, tais como:

Ansiedade

A ansiedade, mesmo para pessoas que não possuíam esse quadro anteriormente, pode aparecer nesse momento, muitas vezes pelas preocupações com o bebê. Para aliviar essa situação é sempre importante se informar mais. Então, sempre que puder, converse com seu médico sobre seus anseios e preocupações.

Distúrbios do sono

Alguns distúrbios prévios, como o ronco, são importantes de serem observados, pois podem prejudicar a qualidade do sono. Por isso, é sempre importante se consultar com um especialista nesses casos, para planejar uma intervenção.

Enjoos

Muitas mulheres grávidas apresentam enjoos durante a gravidez. A maioria deles ocorre de forma matinal, mas alguns também aparecem durante a noite. Esse é um fator que claramente irá prejudicar a hora de dormir. Para evitar esse sofrimento, tente se alimentar mais cedo e coma refeições mais leves.

Necessidade do corpo de dormir

No início da gravidez, a necessidade de sono tende a ser maior. Entretanto, isso pode ir reduzindo ao longo da gestação. Por isso, a prática de exercícios leves pode auxiliar no aumento da vontade de dormir.

Sono no primeiro trimestre

No primeiro trimestre o corpo está se adaptando às mudanças decorrentes da gravidez. Com isso a mãe pode sentir mais sono, tanto pela maior liberação de hormônios, quanto pela necessidade de suprir dois organismos.

É nessa fase também que as complicações mais graves podem acontecer. Isso porque o feto está nos estágios iniciais da formação e quaisquer alterações vão afetar todo o desenvolvimento intrauterino.

Por isso, no primeiro trimestre é extremamente importante que a mãe se cuide muito bem e evite hábitos de risco, como beber bebidas alcoólicas e fumar, e se atente a qualidade de vida, como se alimentar bem e prezar por uma boa noite de sono.

Vale destacar que nessa fase a posição para dormir terá pouco impacto, já os outros hábitos citados anteriormente são muito importantes.

Sono no segundo trimestre

No segundo trimestre, a barriga já se projeta um pouco mais e algumas posições, mesmo que antes preferidas, começam a ficar desconfortáveis. Por isso, sempre que possível recomenda-se que as mães tentem dormir viradas para o lado, preferencialmente viradas para o lado esquerdo. 

Isso porque dormir virada para o lado direito comprime a veia cava, o que pode ser perigoso, já que ela é uma importante veia responsável pelo retorno venoso no corpo humano.

Nessa fase, também podem começar a aparecer quadros de câimbras, porque o útero aumentado poderia comprimir outras estruturas do corpo. Nesses casos, basta a mãe sentar e pedir para alguém, ou se ela mesma alcançar, massagear o local. Em casos de câimbras frequentes, a falta de minerais pode ser uma realidade e a consulta com o médico pode ajudar a resolver essa questão.

Sono no terceiro trimestre

Esse é o momento de maior dificuldade para a maioria das mães, já que dormir de barriga para cima pode deixá-las sem ar e dormir de bruços se torna impossível.

Neste momento, mantém-se a recomendação de dormir virada para o lado esquerdo, pelos mesmos motivos citados. O uso de travesseiros em pontos estratégicos, como entre as pernas, pode auxiliar a mãe a dormir bem.

Vale lembrar que as idas ao banheiro se tornam mais frequentes nos últimos meses de gestação, mas isso não é motivo para preocupação. Esse aumento está relacionado com o aumento do volume uterino e, consequentemente, a compressão de outras estruturas.

Agora que você aprendeu um pouco mais com todas essas dicas será possível que você encontre a melhor posição para dormir.

Leave a comment